quarta-feira, 22 de agosto de 2012

22 de agosto - dia do Folclore Brasileiro


Através de um Decreto Federal de 1965 o dia 22 de Agosto é o Dia do Folclore. Aqui em Sampa o mês de agosto interinho é dedicado a nossas lendas, crenças e tradições segundo um  Decreto Estadual.

O nossofolclore é um dos mais ricos do mundo (e ainda assim a gente importa o que vem de fora!).

Alguns exemplos belíssimo que temos são as danças como Congada, Chula e Baião (na Região Sul), Fandango e Batuque (região Sudeste), Reisado e Tambor (região Centro-Oeste), Bumba-meu-boi, Maracatu, Baíao (região Nordeste), Marujada, Carimbó, Boi-bumbá (região Norte).
Festas como Nossa Senhora dos Navegadores, Senhor do Bonfim, Iemanjá, Círio de Nazaré, Festas Juninas, Carvalhadas. Nossas lendas como o Lobisomem, a Mula-sem-cabeça, a Iara, o Negrinho do Pastoreio, o Boitatá, o Curupira, o Saci-Pererê, a Vitória Régia...
O nosso rico artesanato em pedra-sabão, bordados, cerâmica, etc. As romarias!

E as comidinhas!!! hummmm arroz-de-carreteiro feijoada arroz de hauçá frigideira de camarão caldeirada de tucunaré tacacá tapioca pato no tucupi hummmmm.... o grumete vai trazer uma receita boa hoje!!!

É isso aí galera! Vamos dar valor ao que é nosso!

Salve o Folclore Brasileiro!

 


Personagem - Dia do Folclore - Negrinho do Pastoreio

Escolhemos um personagem para fazer nossa homenagem a tantos personagens do nosso folclore. O Negrinho do Pastoreio! Perdeu algo? Peça ajuda pra ele! Mas lembre de agradecer depois: acenda uma vela, ou compre uma bela flor!!

O Negrinho do Pastoreio é uma lenda do folclore brasileiro surgida no Rio Grande do Sul. De origem africana,surgiu no século XIX, período em que ainda havia escravidão no Brasil.

De acordo com a lenda, havia um menino negro escravo, de quatorze anos, que possuía a tarefa de cuidar do pasto e dos cavalos de um rico fazendeiro. Porém, num determinado dia, o menino voltou do trabalho e foi acusado pelo patrão de ter perdido um dos cavalos. O fazendeiro mandou açoitar o menino, que teve que voltar ao pasto para recuperar o cavalo. Após horas procurando, não conseguiu encontrar o tal cavalo. Ao retornar á fazenda foi novamente castigado pelo fazendeiro. Desta vez, o patrão, para aumentar o castigo. colocou o menino pelado dentro de um formigueiro. No dia seguinte, o patrão foi ver a situação do menino escravo e ficou surpreso. O garoto estava livre, sem nenhum ferimento e montado no cavalo baio que havia sumido. Conta a lenda que foi um milagre que salvou o menino, que foi transformado num anjo.

O Negrinho do Pastoreio é considerado, por aqueles que acreditam na lenda, como o protetor das pessoas que perdem algo. De acordo com a crença, ao perder alguma coisa, basta pedir para o menino do pastoreio que ele ajuda a encontrar. Em retribuição, a pessoa deve acender uma vela ao menino ou comprar uma planta ou flor.

Receita do Grumete - Dia do Folclore

E pra comemorar o dia do Folclore o Grumete vai de prato principal e sobremesa!
Moqueca de pirarucu e paçoca de colher!! hummm, bom pra caramba!

Moqueca de Pirarucu

2 kg de pirarucu cortado em cubos
Suco de 6 limões
1 colher (chá) de pimenta-do-reino
Sal a gosto
1 xícara (chá) de azeite de oliva
½ xícara (chá) de azeite de dendê
5 dentes de alho
1 xícara (chá) de cebola
2 xícaras (chá) de tomate picado
1 xícara (chá) de salsinha
1 xícara (chá) de cebolinha
1 xícara (chá) de chicória
½ xícara (chá) de pimentão verde
½ xícara (chá) de pimenta cheirosa
3 xícaras (chá) de camarão seco, limpo e dessalgado

Modo de Preparo

Moqueca
Tempere o peixe com o limão, o sal e a pimenta do reino.
Deixe descansar.

Á parte, refogue no azeite de dendê com azeite de oliva, o alho, a cebola, o tomate, o cheiro verde, a  cebolinha, a chicória e a pimenta cheirosa.
Depois de refogado, acrescente o camarão seco e o peixe temperado.
Frite rapidamente para dar uma cor.
Reserve.

Montagem
Coloque os ingredientes na seguinte ordem: 1º os cubos de pirarucu refogado com os camarões de depois o creme batido no liquidificador.
Decore com fatias de cebola, tomate, azeitonas, cebolinha, chicória.
Tampe a panela e acenda o fogo para cozinhar. Dê preferência à panela de ferro.

Sirva com arroz branco.


_____________________________________________________________________

Paçoca de colher:

Ingredientes
. 500 g de amendoim sem pele tostado
. 1 lata de leite condensado
. 1 1/2 xícara (chá) de leite
. 1 colher (sopa) de manteiga
. 1 lata de creme de leite sem soro
. Amendoim moído para decorar
Modo de preparo

Pique o amendoim grosseiramente. Em uma panela, coloque o leite condensado, o leite e a manteiga.Cozinhe em fogo brando, mexendo sem parar até começar a desgrudar do fundo da panela.
Retire do fogo, misture o amendoim e o creme de leite.Distribua em copinhos e decore com amendoim moído. Sirva quente ou fria.